Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Teatro

  • Dia Mundial do Teatro

    A filosofia das comemorações baseia-se, na sua essência, na descentralização da programação teatral, saudando uma arte nobre com larga tradição em Palmela.

    Data: mês de março
    Local: Concelho de Palmela
    Organização: Câmara Municipal de Palmela e comunidade teatral do Concelho

  • Fantasiarte

    Considerando a Educação pela Arte um compromisso político, nasceu em 1994/95, o Projeto Fantasiarte.

    Integrado no Programa Municipal de Teatro da Câmara Municipal de Palmela, o projeto visa envolver todo o universo escolar do Concelho de Palmela através da promoção, difusão e divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelas escolas, em áreas expressivas ou artísticas e, ao mesmo tempo, valorizar a ação de toda a comunidade educativa.

    O Fantasiarte desenvolve-se em ciclos anuais, por ano letivo, num processo que abrange formação, criação e apresentação de programas.

    A participação da comunidade educativa, poderá concretizar-se em dois níveis de intervenção, com programa ou como espectadores.
    Para quem se propõe a apresentar um programa, poderá usufruir de um conjunto de recursos para o desenvolvimento das expressões artísticas nas escolas, que se materializam em:

    • Plano de Formação, através de propostas de oficinas, cursos, seminários;
    • Plano de Mobilidade, em relação ao universo artístico / educativo, através da participação em espetáculos, ateliês, exposições, festivais;
    • Festas, produzidas através da partilha dos programas desenvolvidos pela comunidade educativa, com o envolvimento de todos.

    Para participar no Projeto Fantasiarte, consulte os Critérios de Participação e preencha as fichas de inscrição, anualmente disponibilizadas para todas as escolas e instituições.

  • Festival Internacional de Artes de Rua – FIAR

    O Festival Internacional de Artes de Rua – FIAR – representa a mais ambiciosa mostra de artes a decorrer no concelho de Palmela lançando-se, de dois em dois anos, na aventura de apresentar acontecimentos inéditos e espetáculos de reconhecida qualidade estética e artística.

    É, nesta simbiose entre conteúdos e géneros artísticos, que o Festival se estende durante três dias ao maior número de locais do Centro Histórico da Vila de Palmela.

    Da filosofia do FIAR destacam-se dois conceitos – Matrizes e Itinerários – que, ano após ano, vão sendo reforçados. Em torno do primeiro, procura-se juntar espetáculos e iniciativas que melhor definam a singularidade do festival – registos da memória, linhas de pesquisa no teatro e na performance contemporâneos, tradições renovadas, criações locais. Com os Itinerários reinventa-se, através das palavras, dos corpos e dos gestos de atores, bailarinos, músicos e cantores, o espaço envolvente que acolhe o festival.

    Com muitos fios se tece este festival…

    Data: Segundo fim-de-semana de julho (anos pares)
    Local: Centro Histórico da Vila de Palmela
    Org.: Câmara Municipal de Palmela e FIAR - Associação Cultural em parceria com Teatro O Bando

  • Festival Internacional de Gigantes – FIG

    Entre fogo, gigantes, gaitas de foles, bombos, percussões, luz e cor, irrompe o Festival Internacional de Gigantes – FIG – que se realiza, de dois em dois anos, na localidade do Pinhal Novo.

    Com presença na Península Ibérica desde o século XIII, os gigantes chegam reinventados em mil formas, tantas quantas permitem a imaginação e o talento de diferentes culturas.

    O FIG é a festa da cultura do teatro que, entre tradição e invenção, traz à rua gente que se reconhece nesta festa do espanto. Um festival que, desde o seu início, tem mantido uma relação próxima com os Festivais FMED (Catalunha), Folkermesse (Piamonte - Itália) e FNT (Brasil).

    A divulgação da expressão artística contemporânea, a valorização do património cultural, a multiculturalidade que o FIG procura exprimir, são os passos seguros num caminho em que todos acreditam.

    Data: 1º fim de semana de julho (anos impar)
    Local: Pinhal Novo
    Organização: Câmara Municipal de Palmela com Parceria Bardoada - Grupo do Sarrafo, ATA - Ação Teatral Artimanha, AJCOI - Associação Juvenil COI, PIA - Projetos de Intervenção Artística CRL

    Página web: www.figfestival.org  
    E-mail: fig@cm-palmela.pt 

  • Queima do Judas

    Sábado de Aleluia. Vila de Palmela. Suspensos nas ruas, os bonecos de palha aguardam a sua hora.

    A leitura dos testamentos – referências irónicas a pessoas ou acontecimentos da terra – é precedida pelo rufar de tambores e pequenas encenações. O cortejo prossegue, terminando a sua marcha no Largo do S. João, onde é queimado o último Judas.

    Trata-se de um ritual que anuncia a chegada da Primavera, "queimando os males da estação passada", e onde se destaca o carácter de sátira, o divertimento e a participação coletiva.

    Após um interregno de 20 anos, a Queima do Judas foi recuperada em 1995, no âmbito do Programa Municipal do Teatro, numa parceria com os grupos de teatro e associações locais.

    Data: sábado de Aleluia
    Local: Ruas do centro Histórico de Palmela
    Organização: Câmara Municipal de Palmela, com grupos de teatro do Concelho e agentes associativos.

Município de Palmela © 2015 | Todos os direitos reservados