Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Economia Local e Metrologia

2O comércio está desde sempre, presente, na forma de abastecimento das pessoas e começa desde cedo a ser trabalhado, assumindo-se como vital no decorrer do desenvolvimento da humanidade.

A civilização começou a constituir-se por pequenos aglomerados populacionais, que depressa evoluíram para vilas e cidades, todas elas dependentes de serviços considerados básicos, com centros urbanos dinamizadores e aglutinadores de comércio e serviços, o que faz com que as estruturas designadas por “mercados”, surjam como lugares de abastecimento e se assumam hoje, como equipamentos-ancora no local onde se inserem.

Também as feiras, algumas vezes discutivelmente assumidas e confundidas com mercados, surgem muito antes, nas culturas como a grega, romana e a islâmica, esta última, presente na história do concelho de Palmela e que são consideradas as bases de conhecimento para uma exploração posterior à Revolução Industrial, sendo a distancia temporal e cultural, considerável mas, os valores e as dinâmicas alcançadas nos momentos clássicos vieram a proporcionar as primeiras experiencias no decorrer do século XIX, nunca se esgotando à exploração do tema “comercial” no território e que, atingiu um patamar de renovação no final do século XX, com a introdução de novos modelos comerciais e de novos “mercados” e a adaptação criativa de novas “feiras”.

O abastecimento público de hoje é mutante e os mercados municipais e as feiras, assumem-se cada vez mais, como espaços de lazer, especiais e cheios de oportunidades e dinâmicas de negócio e é através desta página que o Município de Palmela, empenhado na promoção, dinamização e qualificação destas importantes estruturas, as pretende dar a conhecer à população e agentes empreendedores.



Sabores.

 

Tradição.

 

Cultura.

 

Autenticidade.

Município de Palmela © 2015 | Todos os direitos reservados